sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

TRIBUNAL DE CONTAS ECONOMIZA R$ 850,00 POR MÊS

A operação Rodoleiro deflagrada pela Polícia Federal e Receita Federal em outubro deste ano, trouxe reflexos positivos para a moralização do Tribunal de Contas do Estado de Alagoas, ao apontar o desvio de recursos públicos na folha de pessoal nos últimos cinco anos, superiores aos valores informados à Receita Federal, em mais de R$ 100 milhões, segundo a PF.

A economia na folha de pessoal no mês de novembro, comparada com a de outubro, totalizou R$ 847.877,64, vale ressaltar, que o duodécimo mensal da Casa no exercício de 2011 é de R$ 4.919.278,33, já o anual importa em R$ 59.031.340,00.

A economia real nas contas do Tribunal de Contas pode beneficiar os funcionários efetivos: ativos e inativos, explica o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Tribunal de Contas de Alagoas – SINDICONTAS /AL:

“Hoje estamos pleiteando o abono para os servidores, já que a economia na folha de pessoal nos meses de novembro e dezembro importa em mais de R$ 1,5 milhão, podendo essa sobra ser revertida para todos, pois já consultamos dois juristas renomados do Estado, que afirmaram ser um aumento nos subsídios da classe a título de abono, totalmente legal, podendo, este abono ser incorporado definitivamente aos subsídios, através de um Projeto de Lei aprovado na Assembléia Legislativa do Estado, afirmou Francisco Elpídio de Gouveia Bezerra, presidente do SINDICONTAS/AL.

Outro que opinou sobre o novo momento pelo qual passa o Tribunal foi o servidor Jairo Affonso de Mello Marques Luz: esclareceu que as medidas moralizadoras do presidente do Tribunal de Contas, conselheiro Luiz Eustáquio Toledo, foram importantes para o resgate do dinheiro público, que estava indo pelo ralo: “Cortar na própria carne e combater a corrupção dentro da instituição fiscalizadora, pode ser o início de novos tempos para uma Casa marcada por escândalos recentes”, disparou Jairo Mello.

Reivindicações

Em recente mesa redonda com o presidente do Tribunal de Contas, Conselheiro Luiz Eustáquio, o presidente e diretores do SINDICONTAS reivindicaram a implantação dos percentuais vencidos, relativos à data base dos anos de 2010 e 2011, e que até os dias atuais não foram implantados.

Outros pontos reivindicados no encontro: iniciar a reforma do setor odontológico, hoje sem condições de atendimento aos servidores; priorizar a contratação de pessoal para os serviços prestados do setor médico, enfermagem e limpeza; a implantação imediata dos qüinqüênios devidos; a quebra de barreira existente no PCCS, que impossibilita o crescimento profissional dos servidores e a reposição salarial de 40% sobre os atuais vencimentos, que se encontram defasados em relação as pagos nos demais Tribunais de Contas do País. Ressaltou ainda Francisco Elpídio, o esforço do Conselheiro Presidente Dr. Luiz Eustáquio, em moralizar as ações do TCE/AL, esperando que a implantação do abono salarial seja cumprido até 31 de dezembro de 2011, e o montante da sobra do duodécimo não seja devolvida ao Executivo Estadual, pois o regime contábil adotado no País é o de Competência, ou seja: existindo saldo ao final do exercício, deverá ser devolvido ao erário, o que não seria louvável, já que a defasagem nos salários dos servidores é marcante.

Esquema desviou 100 milhões do TCE/AL

A operação Rodoleiro foi deflagrada pela Polícia Federal (PF) ao descobrir o desvio desde 2005 de R$ 100 milhões de reais, através do esquema de lavagem de dinheiro, que tinha como fachada a academia TOP, situada no bairro da Pajuçara, em Maceió e um haras, Rancho Santana, localizado no município de Atalaia. Foi batizada de Rodoleiro por ser o nome de um tipo de carrapato, que ataca a criação de eqüinos.





3 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Cadê a publicação dos balancetes de setembro, outubro e novembro/11 com a farra do repasse ilegal e imoral do imposto sindical, que na verdade foi o seu cale a boca galinho garnizé.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.