terça-feira, 28 de agosto de 2012

Para um certo anônimo.

Li, estarrecido, há alguns dias, depois de postadas no blog do Chico Elpídio, aleivosias escritas por um anônimo a meu respeito e minhas filhas. 
Diz o canalha anônimo que falo grosso, numa evidente e equivocada intenção de me atribuir um ânimo truculento. Ledo engano. Quem me conhece de perto e desfruta de minha intimidade, sabe que o meu temperamento é ameno, cordato. O que eu não sou é covarde. Luto em qualquer arena em que for desafiado, mas, diferentemente de você, canalha, encaro o embate em pé, de frente para o desafeto, feito um gorila, ao invés de rastejar, atacando à traição, feito uma serpente. 
No que diz respeito às minhas filhas, deixe-as de fora. Desafio-lhe a provar que o nome de qualquer uma delas (são quatro) apareceu na relação da famigerada folha 108 da Assembleia Legislativa de Alagoas. 
Para que você, canalha, morra de inveja, quero lhe dizer que todas, sem exceção, estão desempenhando suas funções em estágios remunerados. E sabe por quê? Porque foram aprovadas nas provas de seleção para os respectivos provimentos. E tem mais. Todas, absolutamente todas elas, lograram êxito no vestibular para o curso de direito, na Ufal. 
É, ou não é, motivo de orgulho para um pai de família? 
E você, o que tem a me dizer a esse respeito? 
Aliás, aconselho-o a tomar posse de uma gramática e aprender as regras básicas da língua culta. Cá prá nós, tu escreves ruim pra burro! 

Jairo Affonso de Mello Marques Luz 




7 comentários:

Chico Elpídio disse...

Jairão, quem te conhece como eu, bem sei não só da sua decência, como também de toda a sua família.O anonimato é covarde, sou também vítima desses ataques. Sou testemunha da sua alegria por ter quatro filhas bacharéis em Direito, estudantes da UFAL, o que já é uma prova inconteste da capacidade delas. O que não entendo, há filhos de vários servidores no TCE estagiando e não vi nenhum comentário desrespeitoso sobre seus pais, e não era pra ter mesmo. Continue sendo a pessoa que você é, nada melhor para provar a verdade do que o tempo, senhor da razão.

Anônimo disse...

lapada 1 de muitas que tão vindo.

Juiz Convocado Henrique Gomes de Barros Teixeira
Relator.
Apelação Cível N.º 2012.000676-2/AL
Origem : Maceió/16ª Vara Civel da Capital Fazenda Estadual
Apelante : Jairo Affonso de Mello Marques Luz
Advogados : Fábio Barbosa Maciel (7147/AL) e outros
Apelado : Estado de Alagoas
Procurador : Walter Campos de Oliveira (7724BAL)
Relator: Juiz Conv. Henrique Gomes de Barros Teixeira.

EMENTA: ACÓRDÃO N.º 1-1342/2012.
DIREITO CONSTITUCIONAL E ADMINISTRATIVO. APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO ORDINÁRIA COM PEDIDO DE LIMINAR. PRELIMINARES SUSCITADAS EM CONTRARRAZÕES. ANÁLISE DESNECESSÁRIA. MANUTENÇÃO DO DECISUM. EQUIPARAÇÃO SALARIAL. CARGO DE TÉCNICO DE CONTROLE EXTERNO E CARGO DE PROCURADOR JUDICIÁRIO DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO. IMPOSSIBILIDADE. INTELIGÊNCIA DO ART. 37, X , DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL. INEXISTÊNCIA DE LEI ESPECÍFICA CRIADA COM O PROPÓSITO DE MAJORAR O VENCIMENTO DO CARGO DE TÉCNICO DE CONTROLE EXTERNO. MATÉRIA SUMULADA PELO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL (S. 339). RECURSO CONHECIDO E NÃO PROVIDO. À UNANIMIDADE DE VOTOS.
CONCLUSÃO: Vistos, relatados e discutidos estes autos de apelação cível n.º 2012.000676-2, nos quais figuram como apelante Jairo Affonso de Mello Marques Luz e apelado o Estado de Alagoas.
Decidem os Desembargadores integrantes da 1ª Câmara Cível desta Corte de Justiça, à unanimidade de votos, conhecer da apelação cível para, no mérito, negar-lhe provimento, no sentido de manter a sentença na íntegra, nos termos do voto do Relator.
Participação conforme Certidão de Julgamento lançada nos autos pela Secretaria da 1ª Câmara Cível.
Maceió, 15 de agosto de 2012.
Juiz Convocado Henrique Gomes de Barros Teixeira
Relator.

Anônimo disse...

estagiando seu dissimulado:

ATO Nº 073/2012

O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE
ALAGOAS, no uso de suas atribuições legais,

RESOLVE

Nomear ISIS MARIA RODRIGUES MARQUES LUZ, CPF nº
064.667.644-00, para exercer o cargo de provimento em comissão de
Auxiliar de Gabinete, símbolo TCAI-1, do Quadro de Pessoal
Comissionado desta Corte de Contas, integrante da estrutura do
Gabinete do Conselheiro Otávio Lessa de Geraldo Santos.

Edifício Guilherme Palmeira, em Maceió, 27 de julho de 2012.

Conselheiro LUIZ EUSTÁQUIO TOLÊDO
Presidente

DOE – 30/07/2012

muita calma nessa hora:

a outra comissionada e a 108 brevemente virão a tona.

Um Servidor maltratado disse...

Estou acompanhando de perto esse ruído.

A minha família vem sofrendo há anos, assim como, alguns colegas também.

Como o tempo, realmente, é o senhor da razão, como bem falou o chefe dos recalcados, derrotados e invejosos, que atende pela alcunha de Chico Elpídio.

Conforme uma das postagens acima, descrita como, lapada 1, esse cidadão Jairo,sempre maltratou, desrespeitou e invejou os Procuradores, juntamente com os seres irracionais e abjetos que o acompanham. Mas,que no entanto levou uma lapada porque queria se equiparar aos Procuradores, que ele e cia. tanto atacam.

Não dá para levar um sujeito dessa qualidade a sério, pois o mesmo é DIGNO DE MUITA PENA E MISERICÓRDIA.

Vejam quem é esse cidadão Jairo, que se diz ameno e cordato, mas, que ao mesmo tempo se compara com um gorila, um animal selvagem e irracional, esquecendo que a serpente é um animal que tem citação bíblica, nada menos por Jesus, quando disse: sê-de prudente como a serpente.

O seu fim está próximo, pois o mal por si, se destrói.

Por hora, é só, pois quem está na chuva é para se queimar.

ISIS MARIA RODRIGUES MARQUES LUZ disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
ISIS MARIA RODRIGUES MARQUES LUZ disse...

Venho, em meu próprio nome, falar que, de fato, eu, ISIS MARIA RODRIGUES MARQUES LUZ, fui nomeada para um cargo em comissão cedido, dentre tantos outros, pelo Conselheiro Otávio Lessa ao Ministério Público de Contas. Para tal, o procurador Rafael Alcântara achou por melhor fazer uma seleção a fim de ocupar o cargo com uma pessoa QUALIFICADA. Eis que eu fui a selecionada. Impende salientar que para esta função, - assessora da 2ª Procuradoria de Contas-, tive que me submeter não só a uma prova, elaborada pelo referido procurador, mas também a uma análise de curriculum e, por fim, a uma entrevista. Sinto lhe informar, seu invejoso, que devo ser mais qualificada que vc, que ao invés de se ocupar com os seus encargos, perde tempo, aqui, para falar mentiras. Se assim quiser, posso lhe entregar, em mãos, uma cópia do meu curriculum para que vc se mate de tanta inveja. No entanto, só poderei fazer isso, caso vc seja, no mínimo, CORAJOSO/A para dizer quem é e deixar de se esconder no manto do anonimato, coisa que me nego a fazer. Realmente, parece-me que vc só demonstra sua brabeza dessa forma: SE ESCONDENDO. Todos os cargos que ocupei até hoje foram mediante seleção de provas. Sinto lhe informar, para sua tristeza, que já fui estagiária CONCURSADA da AGU e do MPE-AL. Pelos seus comentários, vc deve ser um dos muitos que ILEGALMENTE recebem algum tipo de verba e estão com medo da atuação combatente do SINDICONTAS. Para maiores informações, estou sempre no MPC, cumprindo, rigorosamente, o meu horário. Lá temos trabalho suficiente, o que me impede de perder tempo, aqui, lendo seus comentários eivados de maldade e inveja. Se esconda mesmo, pois se decidir aparecer vai ter que PROVAR quem das filhas do Jairo compôs a folha 108. Aproveite este espaço para expor as suas qualidades ou as dos seus filhos, se é que tem!

ISIS MARIA RODRIGUES MARQUES LUZ disse...

Ah, caro anônimo, e a fim de sanar suas "dúvidas", já que meu pai, realmente, não soube informar com a devida clareza no post que, brilhantemente, escreveu, venho esclarecer que: das suas 4 filhas, duas já estão CONCURSADAS; eu, por MÉRITO, estou exercendo, felizmente, minhas funções no MPC e a mais nova está estudando para passar em alguma prova de estágio, seguindo o exemplo das irmãs. De fato, HOJE, não sou uma estagiária como já fui até outrora, porque OCUPO UM CARGO EM COMISSÃO NO MPC. Aguarde o próximo portal da transparência e lá vai constar: cedida para o MPC. Não escondo de ninguém que ocupo este cargo, porque é um privilégio para poucos trabalhar naquele órgão: Ministério Público de Contas. Lá todos sabem, desde o início, de quem sou filha e como se deu o provimento desta vaga disponível: MEDIANTE PROVA. Isso é uma clara demonstração que não escondo nada, ao contrário dos senhores, que fazem muito pior, posto que escondem as caras sob o véu do ANONIMATO.