Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2012

Afago do Professor Sávio de Almeida

Chico Elpídio: a música alagoana te acompanha
Luiz Sávio de Almeida

Sempre admirei Chico Elpídio, mas apenas duas vezes tive oportunidade de observá-lo. Uma delas foi distante, pois ele estava em palco no Teatro de Arena. Uma segunda foi bem íntima, pois tocava com um grupo de amigos na casa do Zé Ivo, outro grande talento. Aí, tive a chance de parar, olhar e ouvir como pediam os cruzamentos da estrada de ferro. Eu fiquei mais uma vez encantado, só que era num ambiente em que ele estava inteiramente livre, podia fazer o que desejasse com o seu violão e fazia numa simplicidade exemplar. Chico Elpídio nasceu em Maceió em 1951 e são, no mínimo, 46 anos de violão ou de intimidade com aquele tipo de caixa de som. Pouco a pouco foi se construindo profissionalmente e passou a tocar com algumas bandas como Os Diamantes, Som Sete, Kuka Samba. Depois, é que vai montar o Grupo Terra, no ano de 1975 e vai gravar seu primeiro Lp. Ele vai compor e procurar parceiros; neste caminho, encontra Paulo R…

ELEGANTE

Causos - Histórias - Estórias e Anedotas

O Sertão sempre foi assolado por coronéis.  Homens ricos, geralmente fazendeiros, e muito influentes, que acabavam por incursionar também no meio político. E Ôlho d’Água das Flôres não escapou de ser dominada por esses caudilhos, assim como toda a região sertaneja e, por algum tempo, todo o estado de Alagoas também.  O último deles, com todas as características por todos conhecidas, que eram peculiares aos coronéis, foi Elísio da Silva Maia, de Pão de Açúcar, mais conhecido pelo povo como “Seu” Elísio.  Dominou a política de cidades como Pão de Açúcar, Palestina, Monteirópolis e Olho D’Água das Flôres, por exemplo. Em certo momento, tinha muita influência também no Palácio Floriano Peixoto.  Conta-se dele, principalmente depois que morreu, muitos “causos”, histórias, estórias, anedotas, ficando muito difícil saber se algumas foram, realmente, verídicas ou não.  Algumas são muito engraçadas.  Conta-se que, certa vez, agendara Elísio Maia uma viagem a Juazeiro do Norte, o Juazeiro do P…

Meu neto Manoel

O que ele está querendo dizer?

MUDANDO O RUMO

A indicação do Procurador Gustavo Henrique de Albuquerque Santos para Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Alagoas é importante, não só porque com ele, se dá cumprimento ao mandamento constitucional, que existe desde 1988 e nunca fora cumprido ou coloca-se, apenas, um representante do Ministério Público Especial para integrar o pleno da instituição.Mais do que isso, a sua presença consolidará um perfil e em tudo técnico que pertine às futuras decisões do Colegiado o qual, efetivado a sua presença passará a ser pleno, de fato. A Diretoria do SINDICONTAS/AL, juntamente com a grande maioria dos servidores da Casa, faz questão de aplaudir a decisão dos Desembargadores, mesmo aguardando a decisão final, que com certeza terá um desfecho salutar para os destinos da Corte de Contas. Aos poucos sendo inovado, o Pleno do Tribunal de Contas, contará com nova postura: Gustavo Henrique de Albuquerque Santos – Procurador junto ao Ministério Público Especial de Alagoas; Ana Rachel Ribeiro…

GRITO DE ALERTA - NÃO FAZEMOS DE CONTA

Servidores do Tribunal de Contas, diante do quadro que ora se avizinha, necessitamos nos manter unidos. Convém trazer a público, o Projeto de Lei nº 264/2012, que dispõe sobre a reestruturação dos cargos em comissão, encaminhado ao Poder Legislativo, cujo impacto financeiro importa em aproximadamente R$ 924.800,00 (novecentos e vinte e quatro mil e oitocentos reais), por mês, para custear os pagamentos de 144 cargos comissionados.                 Para o conhecimento de todos à aplicação da terceira parte do PCCS, importa em aproximadamente R$ 180.000,00 (cento e oitenta mil reais), que deveria ser implantado desde janeiro de 2011. Qual a desculpa para essa demora? Dinheiro existe e muito, desde a Operação Rodoleiros, a prova maior foi o envio do Projeto ora em comento ao Poder Legislativo. Está na hora dos temerosos e anônimos, deixarem o medo de lado e juntos caminharmosdefinitivamente para o alcance de nossos objetivos: reformulação do PCCS e do enquadramento.Diante do acontecido, a…